domingo, 24 de maio de 2009

A realização de um sonho...

Eis que um dia a Diana resolve fazer aniversário (filha do Deivit, baterista de uma banda que quase montamos na juventude) e acabo conversando com um amigo dele que começou a botar pilha "lá na Motomax a Dragstar está custando... " - um certo valor atrativo, ou ainda "...tem uma Shadow a venda não sei a onde por não sei quanto...", e daí  papo vai, papo vem e um pedaço do meu FGTS acabou comprometido.

A compra

Já havia visto algumas motos à venda na internet e com o FGTS no banco chegou hora de partir pra compra. Já no dia 09 de Abril (quinta-feira, véspera de feriado e dia que o dindin entrou na conta) fui ver uma moto anunciada no site www.motos.com.br mas não gostei muito do que ví. Saí de lá e resolvi dar uma passada na MotoMax para conferir o preço de uma nova, apesar das cifras passadas pela vendedora por telefone não serem nada convidativas. Bom, lá fui eu, de Hunter 100, com calça jeans surrada - usada apenas para shows de metal, tênis futebol de salão todo sujo e uma camiseta que já deveria ter virado pano de chão...

Chegando lá, fui muito bem atendido pela vendedora Patrícia - e seus maravilhosos olhos azuis - que me fez uma outra proposta bem mais baixa que a feita pelo telefone. Já havia conseguido um valor mais baixo ainda em São Paulo, mas comprar a moto de uma loja desconhecida, depender de transportadora, etc. não estava nos meus planos. Bom, fiz minha contra-proposta e como todo vendedor, ela pediu um tempo para falar com "o gerente" e voltou dizendo: "te entrego em 15 dias, só tem vermelha". Droga, queria uma preta. Papelada preenchida mas ainda tive que ouvir um "vou fazer logo o pedido, ou você prefere aguardar até segunda?" - depois que eu fizesse a transferência do sinal... <_<

Bom, aproveitei pra olhar outras motos, dentre elas a nova MT-03 que realmente é muito bonita ao vivo e eis que, pra minha surpresa, tinha uma Drag pronta me esperando para um test drive. Ok, nem tão pronta assim, logo veio a advertência "ela não está muito boa, faz muito tempo que está parada". bom, vamos ver no que dá. 

Afogador puxado, bunda devidamente apoiada no banco e lá fui eu, batendo os pés pra tentar segurar aquele barco, ou melhor, caiaque. A sensação de virar uma moto daquelas é a mesma, e a idéia de que o chão te aguarda é constante.

Bom, alinhado na pista, hora de aproveitar, punhos pra fente, acelerar e curtir, vento no rosto e todas essas coisas que só uma custom pode oferecer, mesmo que no meio da cidade. Até que decido fazer o retorno ao lado da escola técnica e a moto simplesmente não virou... Parei no meio da curva, virei o guidão e lá fui eu terminar de fazê-la. Depois de uns minutinhos, até que deu para acostumar, curtir a viagem e sonhar com a minha chegando. O complicado foi sair dela e subir na hunter de volta, parecia que roubaram metade da moto...

Segunda lá estava eu, todo vestido de social, com o calibroso e comprovante de transferência na mão (acabara de voltar de uma entrevista de emprego) e já virei o "Sr. Alexandre". Pois bem, a partir de então era só aguardar...

Os primeiros 10kms




Ela chegou, ma-ra-vi-lho-sa, e o principal: minha, essa ninguém me tira (salvo em caso de problemas sociais...). O vermelho é mais escuro q os anteriores, puxado para um vinho, perfeito. Faixas pratas, brilhosa, linda, grande, pronta pra entrar pra família... 

Após algumas explicações do mecânico, sai eu, todo feliz, sorriso de orelha a orelha, pelas ruas de Vitória, até que, a moto morre sem mais nem menos <_<>
Tês dias se passaram, a chuva caiu, os amigos abandonaram, a viagem foi abortada e nada de andar. Bom, pelo menos é minha, tá na minha garagem e com apenas 10kms rodados...


* SAP é uma empresa que desenvolve sistemas como ERP, BI, SCM, etc. A academia leva 5 semanas com um total de cerca de 3.000 páginas de material em inglês. A certificação é válida mundialmente, são duas provas (juntas), sendo uma do próprio SAP e outra de banco de dados (no meu caso Oracle). Deve-se tirar 70% em ambas as provas.

Um comentário:

  1. Vc deve estar lindo nela, todo "enternado". Muito orgulho... :o)

    ResponderExcluir